Chegamos, Erevã!

Chegamos em Erevã na quarta feira, perto das 22h, uma vez que nosso voo saindo do CDG atrasou uma hora pra sair.


Viemos direto pro hotel, ajeitei o mínimo necessário pro marido ir trabalhar cedinho no dia seguinte, e capotamos solenemente!!


Depois passei a quinta feira arrumando as coisas de um jeito que nossa estadia no hotel não pareça um período de férias mas já um começo da rotina normal – afinal, Felipe já tá trabalhando desde que chegou, nós já estamos procurando apartamento, e eu já me aventurei tanto no mercado quanto na lavanderia!!


Fato é que, desde que chegamos, fiz tanta coisa que não deu nem tempo de dar notícias aqui no blog. Agora acho que as coisas vão começar a tranquilizar, pois a rotina tá ficando real, então consigo me programar melhor pra cumprir minhas atividades – e também escrever direitinho aqui! 


Nos últimos três dias, teve muita neve. Aliás, nevou quase o tempo todo desde que chegamos – mas hoje fez um dia bonito com sol! Frio, muito frio, mas com sol! 

Notícias de Paris!

Nossa terceira e última fase do trânsito tá sendo aqui em Paris – chegamos na sexta à noite e vamos embora amanhã de manhã.

Por conta da infecção alimentar, acabamos ficando mais dias em Londres, cancelando nossos planejados dias na Bélgica. Faz parte, né?! Com isso, conseguimos aproveitar um pouquinho de Londres entre a última segunda e sexta feiras.

Os dias aqui em Paris tem sido tão cheios que não deu tempo de dar notícias por aqui!! Graças a Deus melhorei muito da infecção alimentar e já estou conseguindo me alimentar razoavelmente direito.

Passeamos muito nos últimos dias aqui e ontem fomos à Disneyland Paris, o que garantiu um dia mágico, é claro. Imagina a minha felicidade?!

Todos os dias tem sido muito frios, mas ontem esfriou muito, e até nevou um pouquinho. Tô só esperando pra ver como vai ser quando chegarmos à nossa nova cidade, que só vê temperaturas negativas há semanas.

Hoje ainda temos alguns passeios pra fazer e algumas últimas compras, e depois terminar de arrumar as malas, organizando o que compramos pro nosso guarda roupa invernal. Haja disposição e dinheiro!!

Intoxicação alimentar

Estamos em Londres desde quarta feira. Ontem era um dia super especial: iríamos ao WB Studio Tour e depois assistiríamos à parte 1 de Cursed Child – ou seja, um dia dos sonhos pra mim.

Mal sabia eu que, ao invés de ir pro teatro, eu iria parar no hospital, necessitando de medicação e reidratação intravenosa.

Não dá nem pra começar a dizer o quão decepcionada fiquei com isso tudo. Sonhei tanto em assistir à peça, conseguimos comprar ingressos premium pra nós dois no dress circle do Palace Theatre, e fomos parar no hospital.

Hoje obviamente terei que ficar repousando pois estou super fraca, e a expectativa é de que não vá nem mesmo à apresentação da parte 2 hoje. Por conta desse episódio da intoxicação alimentar, nossa programação foi obviamente comprometida. Tenho que me recuperar bem primeiro antes de colocar os pés na rua.

Graças a Deus eu tenho um marido maravilhoso que cuida de mim! Sem ele, não sei o que faria.

#nossotrânsitocongelante

Toda remoção vem acompanhada de uma coisa muito boa: o chamado trânsito. O trânsito corresponde a um período de 15 dias que, antigamente, era concedido pra quem era removido chegar ao seu destino, pois as viagens podiam demorar muito. Hoje, usamos como umas mini-férias, e até adicionamos mais uns diazinhos pra aproveitar um pouquinho mais.

Hoje chegamos à Paris bem cedinho, depois de BSB-GIG e aí sim GIG-CDG. Passamos o dia com nossos amigos Quintão e Rebecca, já aproveitando um pouquinho dessa cidade que me encantou em 2009 e apreciando o friozinho agradável, e agora estamos no trem rumo à Amsterdã.

Até o dia 25 de janeiro, vamos passear bastante, na graça de Deus! Tô postando tudo no Instagram com a hashtag #nossotrânsitocongelante e pretendo dar notícias aqui sempre que possível – mas confesso que o foco destes dias será aproveitar cada minutinho ao lado do marido nesta viagem tão bacana que planejamos!

Tchau, apê!

Acabei de entregar as chaves do apartamento onde fomos muito muito felizes aqui em Brasília. Não dá pra descrever as sensações que toda essa mudança tem causado, é uma mistura de alegria e tristeza e ansiedade e tudo junto.

Estamos muito felizes, e eu tô muito feliz porque vamos morar numa cidade super bacana e começar mais uma etapa da nossa vida juntos! Então hoje dei tchau adequadamente pro apto, e agradeci a Deus por tantos dias felizes que passamos aqui!

Temos menos de 48h em Brasília. Aguenta coração!!!

Muitas despedidas

Uma das coisas mais difíceis da mudança pra um país novo é saber que não vamos mais encontrar com frequência pessoas muito queridas, independentemente de ser familiares ou amigos. Com isso, cada encontro desde que a portaria da remoção foi publicada se torna uma despedida. Contabilizamos e acho que ainda contabilizaremos muitas até depois de amanhã. Isso sem contar todas as pessoas que não pudemos encontrar por conta dos imprevistos (alô, cirurgia pra tirar a vesícula, eu tô falando de você também).

Tem gente que vai ser vizinho de mundo. Tem gente que só vamos poder ver uma vez no ano. Tem gente que só vamos encontrar se e quando forem nos visitar. Tem gente que só vamos encontrar se e quando nós formos visitar.

São tantos abraços apertados que ganhamos e oferecemos nos últimos tempos que não dá nem pra contar. Eu tinha me prometido que ia registrar fotograficamente todos os encontros que tivéssemos até embarcarmos rumo a nova vida, mas algumas vezes o papo foi tão bom que o celular ficou esquecido dentro da bolsa – por exemplo, o dia em que comemoramos meu aniversário, o jantar no Due Tratoria, os encontros com meus tios, o Natal em SP, etc.

Quando o papo é bom, o telefone pode até estar por perto, mas qualquer registro perde a importância diante de tanto amor. E, se a gente lembra da foto, já tá tarde, a cara já tá cansada, os olhos já estão cheios de lágrimas

Morando no hotel 

Desde segunda feira a noite, viemos para o hotel Nobile Suites Monumental, pois o marido ainda tá trabalhando aqui essa semana toda, e nosso trânsito só começa no sábado. Ainda bem que o quarto aqui não é muito minúsculo, pois são 6 malas grandes e 2 de bordo, além de mochilas e bolsas!!

Ainda não deu pra descansar muito bem aqui no hotel porque ainda há muito pra se resolver, mas a vista é incrível.

Seguimos com as aulas de russo, e meus pais ainda estão aqui conosco, graças a Deus, assim aproveitamos cada minuto ao lado deles, que nos ajudaram tanto nesse processo todo. Sou incapaz de agradecer a eles tudo o que eles tem feito por nós!!

Amanhã devolveremos as chaves do apartamento da 207 sul. Já prevejo as minhas lágrimas!