Desde que a mudança chegou na quarta feira passada, nós ficamos super atarefados, abrindo as caixas e colocando tudo no lugar. Agora que já tá tudo organizadinho, e – o principal pra que eu possa produzir com qualidade – o escritório tá pronto, quero estabelecer um ritmo mais legal de posts por aqui, pra manter sempre atualizado com nossas atividades e descobertas nessa cidade.

Então, pra continuarmos nossa conversinha, vamos falar um pouco mais sobre comida?! A gente continua comendo muito bem aqui em Erevã e, desde o primeiro post gastronômico deste blog, descobrimos novos restaurantes super bacanas, e é sobre eles que vou escrever hoje.

  • Our Village

Comemos um frango tradicional da região, feito na brasa. O gosto lembra um pouco o de um galeto feito na brasa, mas tem alguma coisa diferente. Felipe pediu com arroz, enquanto eu escolhi batata frita. E a batata frita regional – chamada de “village potatoe” também é diferente da batata frita à qual estamos acostumados. Essa daí, por exemplo, era feita com batata doce. O ambiente desse restaurante é bem típico, e o prato tava bem apetitoso!

  • Ani Tavern

A gente é chegado numa taverna. Fomos na Ani Tavern numa quinta feira, e, pra variar, pedimos muito mais comida do que aguentaríamos comer. Tavernas fazem isso com a gente, porque eles tem cardápios imensos e tudo, absolutamente tudo parece muito gostoso. O khachapuri deles tava ótimo!

  • Pandok Tavern

img_1527.jpg

Tá vendo como a gente gosta de taverna?! Nem dois dias depois já estavamos lá, encalacrados em outra taverna e comendo muita coisa gostosa. Comemos o pseudo-quibe que eu esqueci o nome, e uma carne ensopadinha deliciosa, acompanhados de pão fresco. De sobremesa, pakhlava, é claro.

  • Dargett Craft Beer

Uma das melhores descobertas desde o último post, esse bar/restaurante já entrou pra nossa listinha de favoritos. Além do ambiente super bacana, estão disponíveis vários tipos de cervejas artesanais, produzidas lá mesmo. Felipe tomou La Rapsodia e eu tomei uma Belle de Jour. Nosso almoço consistiu de nachos com queijo, e depois costelas de porco com molho tonkatau (parece uma mistura de molho agridoce com shoyo, mas ainda não tá muito claro pra gente se é isso mesmo. Pra ter certeza, precisaremos provar algumas outras vezes hihihi). Para sobremesa, beeramisù: sim, um tiramisù feito com cerveja. É o tipo de coisa que tem que provar pra saber o quanto é bom.

  • Impresso Coffee

img_1595.jpgimg_1757.jpg

Café que fica aqui pertinho de casa, o Impresso tem um cardápio bem interessante e que resolve bem a vida quando precisamos de uma refeição rápida e saborosa. O ambiente é super fofo, e esse cantinho aí da foto já é o meu favorito. As saladas são muito boas, e esse crepe de amêndoas e chocolate é uma maravilha de tão bom.

  • La Piazza

Restaurante delicioso e lindo que fica na Northern Ave, escolhido para comemorar o dia internacional da mulher – que é feriado aqui na Armênia. Comi um risoto divino, e Felipe escolheu uma lasanha. De sobremesa, tiramisù – talvez o melhor  tiramisù que comi aqui em Erevã.

  • The Wine House

Esse restaurante tem um ambiente super bacana e um clima bem legal, com uma ótima seleção de vinhos. Ainda bem! Eu comi costela porque, né, eu amo costela. Felipe pediu uma massa. A minha costela tava bem boa, mas ele disse que a massa dele não tava nada demais.

  • Anoush

img_1663.jpg

O Anoush é o restaurante do Hotel Republica, e tem um ambiente muito fofo e aconchegante. Serviram pra gente esse amuse-bouche surpreendentemente bom. Eu escolhi o pseudo-quibe outra vez (preciso aprender logo o nome dele, porque eu realmente gosto de comer isso!), e Felipe optou por um porquinho que tava pra lá de bom, acompanhado de batata recheada. Confesso que fiquei cobiçando o prato dele hihihihi

  • Tospia

img_1707.jpg

O Tospia é uma taverna arrumadinha: tem aquele cardápio cheio de delícias, mas o ambiente um pouco mais refinado do que as outras tavernas a que já fomos. De entrada, pedimos um pão de alho que é diferente do “nosso” pão de alho, mas é surpreendentemente bom. Dolma foi o prato principal, e é oficial que eu sou completamente apaixonada por esses charutinhos. Para sobremesa, nós inovamos e pedimos uma pra cada um hihihihi eu pedi pakhlava, e Felipe escolheu a sobremesa que leva o nome do restaurante. Eu, é claro, roubei uma provinha da tospia dele, e amei. Já quero voltar lá pra comer mais coisinhas deliciosas, e uma tospia inteira.

  • Wasabi

Outro dia estávamos com preguiça de sair de casa e pedimos uns temakis no Wasabi. Tinha muito tempo que não comíamos japonês por conta do frio que tava fazendo! Ainda tá frio, mas deu uma melhorada, principalmente de dia, enquanto o sol tá batendo. Aí ontem resolvemos almoçar no próprio restaurante Wasabi e nos esbaldamos. Também comemos sobremesa: um sorvete de tiramisù, que não sobreviveu tempo suficiente pra tirar foto. Como eu já comentei, o serviço é meio lento nos restaurantes daqui, mas o Wasabi foi especialmente lento ontem.

One thought on “Continuamos comendo bem em Erevã

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s