Aniversário da Mivó

Hoje eu queria poder voltar no tempo, só pra poder ter você de novo do meu lado, andar de braço dado com você, e celebrar o seu dia que pra mim sempre foi importante, porque você me escolheu pra ser sua neta antes mesmo de eu nascer. 

Você nasceu no dia de Santa Clara e eu sei que você queria que seu nome fosse Maria Clara, e não Maria Aparecida. Mas eu amo tanto o seu nome! É o nome da Mãe do Nosso Senhor Jesus Cristo, é o nome da Padroeira do Brasil, é o nome da Mãe do Céu que está sempre do meu lado, que me abençoa, me guarda e intercede por mim. 

Hoje eu queria poder te falar o quanto eu sinto saudade de você, e que, mesmo 2.552 dias depois de você ter ido pro céu, eu ainda não aprendi a conviver com a falta que você me faz, e que você continua sendo a minha maior certeza de que as pessoas são insubstituíveis. 

Hoje eu queria que você estivesse aqui com a gente na Arménia, chamando o Felipe de “Felipão” como eu tenho certeza de que você faria, do jeito que eu consigo ouvir sua voz dizendo, e que me faz acreditar que, de algum jeito, você ainda tá por aqui. A saudade é mesmo uma forma de ficar.

Hoje eu queria ter podido viajar com você mais vezes, no Brasil mesmo e pelo mundo todo também. Queria que seu passaporte estivesse cheio de carimbos de todos os lugares por onde já passei, e pra onde levei um pouquinho de você comigo por causa de tudo o que você me ensinou. 

Hoje eu queria poder me aninhar no seu colo, queria poder mexer nas cicatrizes dos seus braços enquanto você enrola seu cabelo com os dedos, e ouvir você cantando todas as músicas que me ensinou. 

Hoje eu queria poder ir de novo com você no Canecão, e poder ver de novo o Milton, o Caetano, a Betânia, o Chico, a Maria Rita, o Toquinho. Queria poder ouvir de novo todas as fitas K7 que você gravou pra mim, no Walkman que você me deu. 

Queria ser criança de novo pra você poder me levar pro ballet e pra natação, pra você cortar minha franja, pra você reclamar do shampoo do Snoopy. 

Hoje eu queria que você me ensinasse um pouco mais sobre música, sobre política, sobre fotografia. Queria que você me ensinasse a ser mais gente, mais humana, mais cristã. Você não era perfeita, mas era a personificação do amor incondicional. 

Hoje eu queria poder olhar de novo nos seus olhos azuis e entender tudo o que eles queriam dizer, queria que você pudesse me olhar de novo nos olhos pra poder ler meus pensamentos e saber tudo o que tá na minha cabeça sem que eu precisasse falar, porque foi assim desde 05/12/1989 até 16/08/2010. 

Hoje, e todos os dias, eu queria que há 7 anos atrás já tivessem descoberto a cura pra Esclerose Lateral Amiotrófica, porque só assim eu poderia ter você ainda do meu lado. 

Este será pra sempre o seu dia, Mivó. E pra sempre você estará viva no meu coração. Eu amo você ao infinito e além! 

O dia em que Anitta tocou na Armênia

Estava eu hoje de manhã no shopping quando começou a tocar PARADINHA, música sucesso da cantora brasileira Anitta. Enquanto eu escrevia o Tweet printado abaixo, já começou a tocar logo SUA CARA, outro sucesso de Anitta, em parceria com Pabllo Vittar e Major Lazer.

Aí eis que a própria me retuíta minutos depois:

Juro que, enquanto ouvia estas músicas tocando no shopping, não só fiquei cheia de orgulho mas também me deu uma vontade imensa de sair cantando e dançando pelos corredores.

Claro que o objetivo é mesmo fazer sucesso internacional, mas daí ouvir estas músicas tocarem em lugar público aqui na Arménia foi incrível e surpreendente! You go girl!

Até hoje, a maior referência de Brasil que os armênios com quem eu conversei disseram ter eram os jogadores de futebol (de Pelé a Neymar, passando por Garrincha e Nilton Santos) e as novelas (principalmente O Clone).

Não podemos esquecer que aqui é Eurásia. Estamos longe pra caramba do Brasil! Além disso, a Arménia é um país consideravelmente conservador.

Se o sucesso SUA CARA já representa uma quebra de paradigmas no Brasil e em países ocidentais, imagina nestes lados de cá.

Anitta e Pabllo, continuem por favor quebrando tudo mundo afora. Dá um orgulho danado ver artistas brasileiros bombando assim!

Aniversário do Papai


Nos seus aniversários, quem sempre apagava as velinhas era eu. Você me pegava no colo quando eu ainda não alcançava a mesa e fazia questão de que eu as assoprasse com bastante força.

Tem tanto de você em mim quanto eu acho que um pai poderia querer: herdei de você todas as alergias respiratórias possíveis e imagináveis, aperfeiçoando algumas delas pra reagir a coisas que, pra todas as outras pessoas, são normais. A cada crise de sinusite, rinite, asma ou bronquite, a minha origem é evidente e inegável.

De tantos “tá chegando?” que eu já falei nessa vida, agora é “tô chegando!” o que eu mais ouço. Ainda bem! As “saudades do estômago” são grandes, mas muito maior é a saudade de reunir nossa família.

Feliz aniversário, papaizinho querido do meu coração!

Aniversário da Mamãe

IMG_3324

Descansa no meu colo tua cabeça de mulher, deixa que eu seja tua mãe, ainda que por um instante.

Vivamos o parto às avessas:

Eu, que sou tua filha, por ora quero ser tua mãe só para ter o prazer de te ver menina, tão cheia de sonhos; só pra puxar os teus cabelos e nele colocar laços coloridos bordados de alegrias! Cores de tempos antigos, distantes, de quando nem imaginavas que eu seria a tua filha!

Vem aqui, fica quietinha, descanse, e permita que eu cuide de tuas coisas, que eu faça um pouco do tanto que você faz por todo mundo!

Farei tudo, só para descobrir a alegria de reverter os poderes do tempo e poder inverter a ordem dos fatos: só para ter a graça de te chamar de “minha filha”, “minha menina”, minha mãe que é “minha Tetê”!

Só para ter a graça de evitar os teus choros futuros, tuas dores constantes, teus medos tão delicados: medo de me perder, de que eu morra antes da hora, e de que não esteja por perto no momento em que eu precisar de tua mão como no passado, quando me conduzias com você, como se fôssemos uma só, um nó de gente, amarrado e costurado no amor que sobra no teu peito!

Esse amor que Deus esqueceu no mundo e eu vi de perto, refletindo nos teus olhos quando a vida nos apresentava motivos para perder as esperanças!

Minha mãe, que saudade eu sinto de nós duas juntas!

E hoje essa saudade já acordou exacerbada, pedindo a Deus que possamos logo comemorar seu aniversário, ainda que seja com atraso, mas com muito amor e alegria porque é isso que sobra na gente!