Dublin é uma cidade muito rica culturalmente e muito jovem. Além da Guinness Storehouse, há atividades para todos os gostos, bolsos e idades, e neste post vou fazer um super apanhado de coisas legais para se fazer em Dublin.

St. Patrick’s Cathedral

Pensar em Irlanda é pensar no São Patrício, que tem seu dia celebrado em 17 de março. St. Patrick é o padroeiro da Irlanda, e a catedral de St. Patrick passou a ser um lugar santo e de encontro espiritual por muitas gerações, desde que este Santo batizou cristãos convertidos há mais de 1500 anos. Esta catedral é a Catedral Nacional da Igreja da Irlanda. A catedral de St. Patrick está no coração de Dublin e da história e cultura da Irlanda por mais de 800 anos, e é a maior catedral da Irlanda, bem como um dos mais importantes lugares de peregrinação. A história dessa catedral é um microcosmo da história da Irlanda, e o ingresso para adultos custa €7.00. Maiores informações podem ser encontradas aqui.

Christ Church Cathedral 

A Catedral da Santíssima Trindade é uma catedral medieval, fundada em 1028, com uma arquitetura impressionante e uma cripta medieval fascinante. O ingresso que dá acesso às criptas medievais custa €7.00. A Christ Church Cathedral já foi um lugar de peregrinação, e abrigou importantes relíquias religiosas. Devo confessar que o que mais me impressionou e mexeu com o meu coração foi a imagem do Cristo rejeitado, deitado no banco em frente à igreja. Minha garganta dá um nó só de lembrar naquela imagem tão profunda.

Dublin Castle & The Chapel Royal

Aberto todos os dias da semana, é possível visitar o Castelo de Dublin entre 9h45 e 17h45. Os tours guiados duram aproximadamente 1h10 e custam €10 por adulto. Embora haja a opção de visitar os State Apartments sem a visita guiada (neste caso, o ingresso custa €7), somente o tour guiado oferece a oportunidade de ver as escavações vikings e a Capela Real. O Castelo de Dublin foi a sede do governo inglês/britânico na Irlanda entre 1204 e 1922, servindo como residência para o representante irlandês do monarca britânico, e centro administrativo e cerimonial. Em 16 de janeiro de 1922, o último Vice-rei da Irlanda entregou o Castelo de Dublin a Michael Collins e ao governo da Irlanda recém-independente. Desde então, é mantida a tradição de realizar cerimônias de Estado no Castelo, e os governos irlandeses usam estas instalações para eventos nacionais importantes. E, desde 1938, todos os presidentes da Irlanda tomaram posse no St. Patrick’s Hall, o maior dos State Apartments. No dia em que fomos visitar o Castelo de Dublin, o ingresso teve preço reduzido porque uma das alas do Castelo estava fechada para a realização de um evento nacional. Outras informações sobre o Dublin Castle podem ser encontradas aqui.

Temple Bar

IMG_8606

O famoso bairro de Temple Bar é o reduto boêmio da cidade de Dublin. É lá, perto da Trinity College e da Grafton Street, que há uma enorme concentração de pubs, cafés e restaurantes que são frequentados por locais e turistas. Naturalmente, a região fica ainda mais animada à noite, mas durante o dia também é possível desfrutar dos bons restaurantes que ficam na região.

Molly Malone statue

IMG_8628.JPG

A estátua de Molly Malone fica na Suffolk Street, inaugurada em 1988, durante as comemorações do milênio de Dublin. Molly Malone é uma música popular sobre uma história que se passa em Dublin, e que se tornou um hino não-oficial da cidade. Quando a estátua foi inaugurada, foi declarado que o dia 13 de junho seria o dia de Molly Malone.

Trinity College Dublin

IMG_8563

A Universidade de Dublin foi inaugurada em 1592, e abriga uma das bibliotecas mais bonitas do mundo. A exibição The Book of Kells permite que os visitantes façam uma viagem de volta ao século XVIII ao caminhar pela Trinity College. O livro de Kells é um dos principais tesouros culturais da Irlanda, e manuscrito medieval mundialmente famoso. O livro do século IX é uma cópia muito decorada dos 4 Evangelhos que contam a vida de Jesus Cristo. Os preços dos ingressos variam entre €11 e €28, e maiores informações podem ser encontradas aqui.

 

Para fazer compras: Grafton Street, Henry Street & Mary Street, Liffey Street Upper, Jervis Street

Grafton Street é a rua que mais concentra lojas na cidade, para todos os gostos e bolsos. As ruas perpendiculares também são recheadas de boas lojas para fazer compras e também bons cafés para descansar. São muitas opções: Cath Kiddston, Waterstones, Boots, Starbucks, H&M, Zara, Disney Store, entre outras. Além das lojas da “high street”, a grande loja de departamentos Brown Thomas também abriga muitas importantes marcas de moda. Do outro lado do rio Liffey, nas ruas Henry e Mary, Liffey Street Upper e Jervis Street, outras muitas lojas se concentram, como Forever 21, Game Stop, River Island, entre outras. Nessa região há duas grandes lojas de departamento: a Debenhams, e a tradicional Arnott’s, inaugurada em 1843 e que mantém desde então uma arquitetura inconfundível. Como nós estávamos em Dublin poucos dias antes do Natal, as ruas estavam todas lotadas, e muitas lojas faziam eventos especiais para atrair ainda mais clientes!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s