No último final de semana, comemoramos 2 anos de casamento e 1 mês de Armênia. Por isso, subimos a montanha para conhecer a cidade de Tsaghkadzor, um resort de ski que fica a 58km de Erevã.


Como a nossa intenção era mesmo descansar e aproveitar a companhia um do outro, e não posso esquiar por conta do meu problema não-diagnosticado no tornozelo direito, Felipe decidiu não esquiar, optando por explorar a cidade e aproveitar o conforto do hotel.


O hotel que escolhemos foi o Ararat Resort, 5 estrelas recém inaugurado na cidade. O hotel tem 8 andares e suas dependências são excelentes, contando com sala de jogos para crianças, academia, SPA, saunas, piscina e jacuzzi, bar, restaurante, etc. O café da manhã é incluído na diária, enquanto os menus de almoço e jantar podem ser reservados por 5000 AMD (cerca de 10 dólares) por pessoa/refeição.



Nós não almoçamos no hotel, apenas jantamos, e pudemos desfrutar de uma refeição muito bem servida. Como queríamos conhecer a cidade, fomos para o centro e almoçamos no Kavkazskaya Plennica (Кавказская Пленница), que é uma rede de tavernas com comida caucasiana por aqui.


O almoço estava excelente: comemos Pelmeni da vovó (бабушка пельмени) acompanhado de pão fresco, e, de sobremesa, Paklava (пахлава).

Depois do almoço, caminhamos pelo centro, subindo até chegarmos ao belíssimo Mosteiro Kecharis, completamente restaurado entre 1998 e 2001, e que serve como principal Igreja Vicarial da Diocese de Kotayk da Igreja Apostólica Armênia. O Mosteiro foi fundado em 1033 por Gregory Magistros, descendente da família Kamsarakan, chefe do clã Pahlavuni. O templo é consagrado à São Gregório o Iluminador, padroeiro da Armênia.


De lá, seguimos para a praça central, cujo monumento acabou se tornando o símbolo da cidade desde a sua inauguração.

A escultura de David Bedjanyan, com dois falcões de mármore, foi inaugurada em 8 de maio de 2005, na noite do 60 aniversário da vitória da Grande Guerra Patriótica, perpetuando a memória das vítimas.


Depois dessas andanças, paramos no Cappuccino Lounge, onde eu tomei café e comi um doce chamado Napoleão, e o Felipe provou um tipo de sangria quente. Ao terminarmos, voltamos pro hotel para descansar e aproveitar suas dependências.


Como já falei acima, jantamos no hotel. O menu contava com 3 entradas (travessa de frios, salada grega e tartar de atum com romãs), 2 pratos principais  (espetos de frangos com legumes, e cordeiro ensopado com batatas cozidas) e uma cesta de pães, além de água com gás e sem gás, suco e chás. Foi tanta comida que nós nem pedimos sobremesa!!


No domingo, acordamos e desfrutamos do café da manhã com calma. Tem coisa melhor do que café da manhã de hotel? Eu acho que não!! E, antes de voltarmos pra Erevã, aproveitamos um pouquinho mais da piscina.


Como a viagem é curtinha e o check out era ao meio dia, optamos por almoçar aqui em Erevã mesmo. Foi um final de semana muito agradável! Certamente retornaremos a Tsaghkadzor!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s