não há limites para a gordice

eu vou fazer um post muito rápido e muito pequeno (até porque a bateria do MacBook tá acabando e eu tô com preguiça de ir buscar a fonte), porém necessário.

eis que, buscando fotos do meu amor ❤ criança, eu descobri essa foto em um dos álbuns da minha cunhada:

gordice
gordice

poderia ser ~apenas~ mais uma foto minha fazendo gordice – acho que é o que mais existe por aí nessa vida – mas, infelizmente, essa não é uma foto qualquer.

veja bem, eu estava no Palácio do Itamaraty, na formatura da turma de 2010 do Instituto Rio Branco (aka turma do meu amor), e este momento foi eternizado pra sempre com esta foto:

repetindo: gordice

é meio foda pensar que para sempre existirá um registro meu fazendo gordice em pleno Palácio do Itamaraty. é quase um atestado da minha gordice. vamos reparar bem na minha concentração no que quer que seja que eu estava comendo, e nas minhas bochechas infladas de comida que já estava na boca, e na minha preparação para já colocar mais comida na boca.

quer dizer. foda.

se bobear, podem até usar essa foto contra mim na cerimônia de posse quando eu passar pro IRBr. já pensou? a Dilma tá lá, linda, e de repente projetam essa imagem na parede. e na formatura? tipo, sei lá, o Lula me entregando a medalha por ter sido a melhor aluna da turma (cês tão vendo que eu tô sonhando pacas nesse parágrafo né?) e aí PÁ tá lá essa foto projetada na parede.

ou seja: vergonha.

eu devia pensar mais nessa vergonha posterior que eu posso acabar sentindo quando eu fico comendo sem parar por essa vida.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s