Chegamos em Lisboa bem antes do que chegaríamos se tivéssemos usado o bilhete de trem que tínhamos comprado antes, como contei no post sobre Fátima. Fizemos check in no nosso hotel, o Ibis Styles Embaixador, e, depois de nos acomodarmos e tomarmos banho, fomos andando até a El Corte Inglés, a enorme loja de departamentos da capital portuguesa!

IMG_5614

Meu pai preferiu pular esta parte e ficou descansando no hotel. O nosso quarto era super espaçoso, com uma sala de estar onde ficava o sofá-cama em que eu dormi, e um bom banheiro. Eu gosto da rede Accor por conta disso: a gente sabe o que pode esperar e dificilmente fica decepcionado. E, no Ibis Styles, o café da manhã estava incluído!

IMG_5615

Eu e minha mãe, então, começamos a explorar Lisboa já neste primeiro passeio a pé. Do hotel até a El Corte Inglés, é uma caminhada de 15 minutos, que seria muito tranquila se não fosse cheia de subidas e sob um sol forte! Quando chegamos na loja e entramos no ar condicionado, a felicidade foi total.

Acho que vale a pena recomendar a El Corte Inglés pra quem quiser fazer compras em Lisboa porque, além de serem muitos andares que reúnem as mais diversas marcas de moda, beleza, eletrônicos, etc, eles oferecem um cartão para turistas que acumula 10% do valor das compras pra serem usados na loja – além do tax free. Este cartão é gratuito e basta apresentar o passaporte para obter um, com validade de 3 dias. E a gente ainda pegou a época da super liquidação! Vou descrever um pedacinho da minha experiência pra vocês entenderem como é bom: fiz a primeira compra, no valor de 90 euros, e registrei no cartão, acumulando 9 euros. Na segunda compra, a peça estava com desconto de 40% por conta da liquidação: o preço original era de 89 euros, mas, com 40% de desconto, saía por 53,40 euros. Usando o cartão turista, descontei mais 9 euros que eu já tinha acumulado antes, pagando 44,40 euros e acumulando mais 5,34 euros no cartão para a compra seguinte!

Nós também optamos por jantar por lá, já que o último andar da El Corte Inglés abriga o espaço de “Restauração” com vista para a cidade. Para o meu pai, levamos uma boa pizza de lá, já que ele estava cansado demais pra sair.

Tínhamos a terça feira para aproveitar Lisboa e assim fizemos: depois de desfrutarmos do café da manhã do Ibis Styles, que é bem satisfatório (e também tinha pastéis de nata), fomos até a Torre de Belém.

IMG_1473.JPG

Do lado da Torre de Belém, está o Memorial Aos Combatentes do Ultramar e o Museu do Combatente. O jardim que fica ali é tão agradável que me deu vontade de fazer um piquenique!

Ali pertinho também fica o Padrão dos Descobrimentos, que é um dos monumentos mais legais entre os que vi em Portugal. O Padrão dos Descobrimentos foi desenhado por Cottinelli Telmo, e esculpido por Leopoldo de Almeida, em homenagem ao Infante D. Henrique. O monumento fica na margem direita do Rio Tejo, e foi inaugurado em 1960.

IMG_5651

Estava tão agradável que ficamos por ali mesmo para o almoço, e escolhemos o Portugália, com vista para o Tejo. Pedimos uma carne picadinha com molho de mostarda, acompanhada de legumes e arroz branco, que estava uma delícia! Mesmo ficando bem ali num local super turístico, o restaurante tem um preço bem justo, e nossa refeição, incluindo as bebidas, saiu por menos de 60 euros pra nós três.

IMG_5649

Depois do nosso almoço calmo e farto, fomos para a Avenida da Liberdade, que é uma das principais avenidas da cidade e liga a Praça dos Restauradores à Praça do Marquês de Pombal. Nesta Avenida, há muitas estátuas e monumentos, inclusive uma estátua de Simón Bolívar e o monumento aos Mortos da Grande Guerra. A Avenida Liberdade também concentra as marcas de luxo. E é na Praça dos Restauradores que fica a Fábrica dos Pastéis de Nata, onde obviamente fizemos uma parada estratégica pra eu comer mais um pastelzinho de nata delicioso. Recomendo a visita à Fábrica porque, além do pastelzinho ser uma delícia divina, o ambiente é super bacana!

De lá, caminhamos mais um pouquinho pelas ruas ali próximas, mas estava calor demais pra ficarmos sob o sol. Decidimos, então, ir mais uma vez na El Corte Inglés pra fazermos as últimas comprinhas num ambiente com ar condicionado. Também acabamos jantando por lá – desta vez, os três juntos! Naquele dia, comi um bacalhau gratinado muito saboroso.

Na quarta feira, acordamos cedo pra tomarmos café da manhã com calma e arrumar as coisas para ir pro aeroporto! O aeroporto de Lisboa ficava bem pertinho do hotel, e levamos uns 15 minutos pra chegar lá. Despachamos nossas bagagens com a Aegean e fomos para a área de embarque. Lá, eu resolvi almoçar no McDonald’s, enquanto meus pais escolheram o Mercado – e a escolha deles foi, de fato, bem melhor do que a minha, já que lá eles servem boas opções de comida portuguesa.

Fizemos conexão em Atenas, na Grécia, e chegamos em Ierevan pouco antes das 4 da manhã do dia 6 de julho. Achei o aeroporto de Atenas bastante compacto, e, pra falar a verdade, não tinha muitas opções de alimentação no terminal em que estávamos – me alimentei praticamente das cavacas portuguesas que tínhamos comprado ainda no aeroporto de Lisboa. Mas o serviço de bordo da Aegean é muito bom: tanto no vôo entre Lisboa e Atenas quanto no vôo de Atenas pra Ierevan, as refeições estavam saborosas e adequadas pro percurso.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s