Mais restaurantes de Ierevan!

Tem bastante tempo que não rola um post gastronômico de Ierevan por aqui, né? O último post sobre nossas descobertas gastronômicas da cidade foi em maio!! Acontece que, depois de 9 meses(!) morando por aqui, nós já elegemos os nossos favoritos e acaba rolando uma preguicinha de visitar lugares novos (#sinceridades).

Mas, quando conseguimos vencer essa preguiça, sair da zona de conforto e explorar cafés e restaurantes que ainda não tínhamos visitado, somos constantemente surpreendidos!

  • Avenue by L’Orange

sushi avenue

Nós descobrimos esse restaurante ainda em maio, e ele rapidamente se tornou um dos nossos favoritos – principalmente pra comida japonesa! Com 2 andares bem espaçosos no ambiente interno, nós aproveitamos bastante a varanda na primavera e no verão – e também na nossa última visita semana passada. Agora que esfriou (hoje os termômetros chegaram a marcar -1ºC!!), certamente desfrutaremos das instalações internas do restaurante. No menu, uma diversidade de pratos como massas, carnes de porco, saladas, entre outros. Mas, como eu já falei, eu gosto mesmo é da comida japonesa de lá! Eles tem um sushi bar muito bom (principalmente pros padrões de Ierevan), e acho que o meu prato favorito são os rolls cobertos de caviar (esqueci de anotar o nome! Mas prometo fazer o update na próxima visita!). A comida japonesa sempre vem servida em cima do gelo seco, que não só ajuda a conservar a comida mas também dá um efeito muito bacana e eu sempre fico encantada hehehehehe

  • Rossini

O restaurante anexo ao Grand Hotel Yerevan, na praça Charles Aznavour, oferece um cardápio sucinto de delícias italianas. Mas, pra mim, o destaque ficou por conta do café expresso acompanhado de petit fours diversos. É um dos restaurantes mais chiques da cidade, portanto, não é tão baratinho quanto a média.

  • Tsirani Home Restaurant

Comida armênia da melhor qualidade num ambiente super aconchegante, que parece mesmo a casa da gente. A gente tentou umas 3 vezes ir nesse restaurante, e sempre tava lotado! Até que um belo dia conseguimos chegar bem cedo pro almoço, e ainda estava bem vazio, então finalmente conseguimos degustar alguns dos pratos servidos por eles! Felipe comeu o frango tabaka, que já é um dos nossos favoritos, e eu comi um churrasco de cordeiro acompanhado de batatas. Depois, pakhlava de sobremesa, pra fechar com chave de ouro!

  • Santa  Fé

img_5861-e1509690482502.jpg

Eu fui 2 vezes ao Santa Fé nesse verão, e minha experiência por lá é meio duvidosa. Embora o ambiente seja dos mais agradáveis da cidade pro verão, minha mãe teve infecção alimentar ao comer o croque madame de lá. Nesse mesmo dia, eu comi o mil folhas, e estava espetacular. No outro dia em que voltei lá, fui com o Felipe e nossos amigos Ana e Ricardo que estavam nos visitando, e degustamos uma diversidade de queijos, com direito a Aperol Spritz. Isso aconteceu em 2 dias seguidos e minha mãe só começou a passar mal quando a gente já tinha voltado lá, e eu confesso que não voltei mais lá não. Pode ter sido só azar, mas sei lá.

  • Tiziano

Além do ambiente super fofo, o Tiziano tem uma parede toda decorada com macarons, o que já seria o suficiente pra ganhar o meu amor. Como se não bastasse, ainda tem o melhor risoto que já comi aqui em Ierevan, e um frango à parmigiana que mais parece uma torre de suculência. Eles servem o café expresso da maneira correta: acompanhado de copinho de água e mini cookie. Foi outra descoberta recente mas que já visitamos mais de uma vez, e que já entrou pra lista dos favoritos.

  • Cheesy Café

Um restaurante especializado em queijos, com um ambiente super fofo. No cardápio, bolinhas de queijo. Sim, bolinhas de queijo!! Claro que não são exatamente iguais às bolinhas de queijo brasileiras, e também não acho que se propusessem a ser, mas são deliciosas e serviram pra matar bem a saudade dessa delícia da nossa pátria amada. Nós repetimos a dose poucos dias depois na hora do almoço e eu comi um tagliatelle com queijo brie e bacon que também tava muito bom.

  • Mané Restaurant

Não, vocês não leram errado: o nome desse restaurante é mesmo Mané! Esse restaurante fica bem pertinho aqui de casa e eu honestamente não sei porquê demoramos tanto pra ir conhecê-lo. Pedi o estrogonofe, e estava um espetáculo. Certamente vai entrar pra lista dos “restaurantes da preguiça” – aqueles que ficam bem pertinho de casa, e acabam sendo os mais frequentados!

Renée Fleming em Ierevan

No último sábado, 7 de outubro, tivemos a oportunidade de ver Renée Fleming cantando ao vivo na Ópera de Ierevan, acompanhada pela orquestra regida pelo maestro Constantine Orbelian, que é o Diretor Geral e Artístico do Teatro Nacional de Ópera e Ballet da Armênia.

20171007_182259260010181.jpg

Renée Fleming é uma das principais cantoras do mundo, que encanta as platéias com sua voz suntuosa, seu dom artístico e sua presença de palco contagiante. A cantora soprano, conhecida como “a diva do povo”, ganhou o Grammy Award for Best Classical Vocal Solo em 2013. Em 2014, Renée foi a primeira artista clássica a cantar o hino dos Estados Unidos da América no Super Bowl. Em 2016, Renée foi indicada como Conselheira Artística Geral para o John F. Kennedy Center for the Performing Arts, e faz parte do Quadro de Curadores da Carnegie Hall Corporation, entre outros.

O repertório da apresentação de Renée em Ierevan contemplou obras de Joseph Canteloube, Jules Massenet, Giuseppe Verdi, Arrigo Boito, Francesco Cila, Ruggero Leoncavallo, Sergei Rachmaninoff e Antoninos Leopold Dvorák. Mas Renée também mostrou seu lado pop ao interpretar I Could Have Danced All Night, imortalizada na voz de Julie Andrews em My Fair Lady, e emocionou a todos ao cantar a Ave Maria de Franz Schubert acompanhada da orquestra e do coral. Ambas músicas não estavam previstas no programa do concerto!

Renée mostrou-se emocionada e muito empolgada com a apresentação, e não parecia querer sair do palco de Ierevan! Quem me segue no instagram teve a oportunidade de acompanhar alguns trechinhos do concerto ao vivo. Foi uma noite memorável e me senti muito feliz e privilegiada por ter podido assistir a uma apresentação tão maravilhosa!

Abovyan, a rua boêmia de Ierevan

Khachatur Abovyan, escritor armênio e figura pública nacional do início do século 19. Abovyan, que desapareceu misteriosamente em 1848 e foi, eventualmente, dado como morto, foi um educador, poeta e defensor da modernização. Conhecido como o pai da literatura armênia moderna, escreveu Verk Hayastani (As feridas da Armênia). Este livro foi escrito em 1841, com publicação póstuma em 1858, e foi o primeiro romance publicado sob o sígnio da língua armênia moderna. O escritor estava à frente do seu tempo, e praticamente nenhum dos seus trabalhos foi publicado enquanto estava vivo; apenas após o estabelecimento da Armênia Soviética é que Abovyan recebeu o devido reconhecimento por sua obra. Khachatur Abovyan é visto como uma das principais figuras não só da literatura armênia mas também da história da Armênia como um todo.

800px-stamp_of_ussr_1867
selo soviético de 1956 em homenagem a Khachatur Abovyan

Uma das ruas mais movimentadas de Ierevan é nomeada em homenagem a esta importante figura histórica armênia. A rua Abovyan, que corta o centro da cidade desde a Praça da República até a estátua de Khachatur Abovyan, foi a primeira rua planejada da capital da Armênia.

img_6817
Cinema Moscou

Localizada no Kentron e conhecida como reduto boêmio de Ierevan, a rua Abovyan é muito arborizada e super agradável para passear e fazer compras, principalmente em dias de sol e temperatura amena. Esta rua abriga instituições culturais e educacionais, galerias de arte, prédios residenciais luxuosos, lojas de grandes marcas, escritórios comerciais, cafés, hotéis, restaurantes e casas noturnas.

A Yerevan State University tem 2 campi na rua Abovyan: um abriga as faculdades de Teologia, de História, e de Economia e Administração; o outro, a faculdade de Medicina.

IMG_6701
Igrejas Katoghike Santa Mãe de Deus e Santa Anna

Um importante marco arquitetônico e local histórico de Yerevan também está na rua Abovyan: as Igrejas Katoghike Santa Mãe de Deus e Santa Anna. A Igreja Santa Mãe de Deus data da época medieval e, de acordo com as inscrições em uma das suas paredes, as estruturas sobreviventes datam de 1264. Por ser muito pequena, a Igreja Katoghike serve apenas como casa de oração. Já a Igreja de Santa Anna começou a ser construída em 2009 e foi inaugurada em 30 de abril de 2015, consagrada por Catholicos Karekin II, com projeto arquitetônico de Vahagn Movsisyan, que manteve características tradicionais da arquitetura armênia, como a pedra tuff, na criação de uma igreja moderna e ampla.

Além de dar nome à rua, Khachatur Abovyan também foi homenageado pela Universidade Estatal Armênia de Pedagogia, que leva o nome do escritor. Ademais, há um museu em Ierevan em memória do escritor.

Começou o outono em Ierevan!

Quem me segue no Instagram acompanhou minha ida ao Brasil, que foi super intensa e acabou interferindo no meu ritmo de postagens aqui no blog! Deus é testemunha da quantidade de posts que estão na pasta de rascunhos e que eu espero terminar de escrever/revisar/editar em breve pra publicar aqui!

Cheguei em Ierevan terça feira de noite, com as malas cheias de lembranças e muito amor brasileiro. Não deu pra ver todas as pessoas queridas, mas graças a Deus consegui encontrar grande parte dos meus familiares e alguns amigos, e até fiz novas amizades!

Por aqui, a mudança na paisagem já começou: o Ararat não tem mais nem um pouquinho de neve, e as árvores já estão mudando de cor!

E hoje fui almoçar na rua com o marido e pude constatar oficialmente que começou o outono em Ierevan! Fomos almoçar no La Piazza, que é um dos nossos restaurantes preferidos por aqui, e eu pedi o risotto clássico que eu adoro.

As temperaturas já não passam dos 20ºC, e já não dá pra ficar sem um casaquinho. Todo mundo já tá andando mais agasalhado, e até o restaurante já oferece mantinhas para aqueles que optam ficar nas mesinhas externas. Pelo menos as mesinhas externas ainda estão sendo ocupadas!!

Já que esfriou, declarei aberta a temporada de Cinnabon! Eu adoro Cinnabon, mas não consigo comer no calor. Acho que é uma coisa muito quente e muito gorda pros dias de verão, então eu tava sem comer Cinnabon há vários meses – acho que o último que comi foi em abril! Então hoje já parei por ali pra comer um clássico acompanhado de expresso duplo – afinal de contas, se é pra encarar o frio, que seja com bastante café e gordices maravilhosas! Seja bem vindo, outono! Que seja lindo!

O que é que Yerevan tem?

Yerevan é uma cidade incrível. Já falei e repito que fico constantemente impressionada pela beleza da cidade, e pelo tanto de coisas que a capital da Armênia oferece. Na edição de verão da Armenia Tourism Magazine (nº18), são apontados alguns aspectos que fazem a cidade se destacar entre os turistas, e que também são pontos extremamente positivos pra quem mora por aqui.

IMG_3839

  • Paisagens

É possível ver a cidade inteira (ou quase) de alguns dos principais pontos turísticos da cidade, como o Cascade, o Parque da Vitória, e o Museu do Genocídio. As paisagens são incríveis, tanto no verão quanto no inverno, e também há sempre um cantinho lindo pra se observar. A cidade tem muitos parques, é bastante arborizada e, na primavera, tudo fica florido!

  • Monumentos históricos e culturais

Há tantos monumentos históricos e culturais em Ierevan que pode ser que nós terminemos nosso tempo aqui sem conhecer tudo – Deus me livre! Prometo me esforçar pra conhecer tudo! A capital da Armênia é um tesouro em si mesma, com material histórico e cultural diverso, como o Museu Nacional de História, o Museu dos Manuscritos Antigos Matenadaran, as galerias de arte, etc.

  • Cafés, bares e restaurantes (muito) bons e baratos

Já destaquei aqui no blog várias vezes que, aqui em Ierevan, nós comemos muito bem, geralmente gastando pouco – principalmente quando comparamos a restaurantes do mesmo nível em outras capitais, como Moscou, Berlin, Milão, etc. Os bares e pubs também tem preços convidativos para deliciosas bebidas.

  • Segurança

Sem dúvida, este é uma das melhores características da cidade (e do país). Comparada com os indicadores de outros países europeus e até mesmo das antigas repúblicas soviéticas, não há crime na Armênia. Podemos sair tranquilamente a qualquer hora do dia e da noite sem medo, usar as passagens subterrâneas (geralmente vazias) sem temer, e caminhar felizes pela cidade. Deus conserve!

  • Água

A água aqui na Armênia é muito limpa, e a cidade de Ierevan conta com diversas fontes (Tsaytaghbyur) espalhadas para que os transeuntes possam se refrescar.

  • Serviços de saúde

A Armênia é conhecida na região por ter ótimos Gastroenterologistas, e as consultas médicas aqui não custam muito caro. Outro dia, fui numa clínica próxima aqui de casa e a consulta com um Ortopedista que custou 7.000AMD (cerca de USD15,00). Os remédios aqui também são bem baratos, e há muitas farmácias pela cidade. A Armênia tem se tornado um destino de turismo médico justamente pela alta qualidade dos serviços médicos oferecidos a preços competitivos. Eu confesso que acho turismo médico uma coisa meio esquisita, mas, já que eu moro aqui, fico feliz em saber que é um destino, pois isso significa que os tratamentos oferecidos realmente tem qualidade. Entre outros, cirurgia plástica, tratamentos e implantes dentários, cardiologia e oftalmologia compõem a lista de especialidades oferecidas para quem quer ficar mais saudável na Armênia.

IMG_1973

Estes fatores, entre outros, contribuem pra que a qualidade de vida aqui seja muito muito boa. Pra não dizer que só falei de flores, uma coisa que me irrita profundamente por aqui é que as pessoas fumam muito, e é permitido fumar nos restaurantes, mesmo nos ambientes fechados. Outra coisa que tem me incomodado bastante por aqui é o calor intenso do verão, que também é extremamente seco.