UN Headquarters

Como boa internacionalista e ex-MUNzeira de carteirinha, eu não podia deixar de dar um pulinho na sede da ONU. A gente acabou não fazendo o tour, porque os horários disponíveis estavam bem ruins, mas não é preciso fazer o tour para entrar lá.

GBRV6039

Eu explico: você pode visitar a sede da ONU simplesmente para ir na “bookshop”, que é mais do que uma livraria, com vários souvenires legais para além dos livros incríveis. Ao fazer o registro de visitante, você pode dizer que quer ir na “bookshop” e isso vai te dar acesso ao andar principal do UN Headquarters e ao subsolo, além da área externa, onde ficam algumas esculturas históricas importantes.

Muito importante: não vá até a sede da ONU achando que vai ser tudo rapidinho, porque não vai. Mesmo se você não quiser fazer o tour, demora um bocadinho pra conseguir entrar porque é preciso fazer o seu registro de visitante, apresentando documento válido  (no caso de estrangeiros visitantes, é o passaporte). No momento do registro, eles tiram a sua foto e emitem uma identificação que permitirá o acesso aos headquarters.

Quando fomos lá, estava tendo uma exposição interessantíssima no hall do andar principal, com fotos e declarações de mulheres de diversas partes do mundo que foram vítimas de mutilação genital e/ou que tem que lutar muito pela sua liberdade e independência.

O melhor cookie de Nova Iorque

Se você nunca ouviu falar da Levain Bakery, este post é pra você. E se você já ouviu falar, ou até mesmo já provou uma das delícias dessa padaria única, vamos juntos ficar com água na boca relembrando o melhor cookie de Nova Iorque.

IMG_8398

A Levain Bakery tem 5 unidades em Nova Iorque, e não é incomum testemunhar filas de gentes querendo um cookie delicioso.

Acredite: vale a pena a espera. Mas, se você preferir evitar filas, tente chegar cedo – até porque as fornadas diárias não são eternas, e eventualmente os cookies acabam.

Razões para não deixar de passear pelo Central Park

Nova Iorque é conhecida como a cidade que nunca dorme. Uma amiga minha que mora em Manhattan me disse que, não importa a que horas do dia ou da noite, sempre tem muita coisa acontecendo, sempre tem de tudo acontecendo. E isso é verdade.

IMG_8393

Mas também é verdade que Nova Iorque é uma cidade ultra populosa e a coleta de lixo é insuficiente pra dar conta de tanta gente e de tanto lixo que essa quantidade de gente produz. E aí acontece o inevitável: a cidade que nunca dorme tem cheiro de lixo.

Sim, gentes, eu sinto muito por decepcioná-los, mas Nova Iorque é IMUNDA! Para além dos ratos do metrô (eles existem de verdade), são sacolas e mais sacolas de lixos pelas ruas (em Midtown menos) de Manhattan, e a sensação que eu tinha era de que eu tava andando no meio de um lixão, e não na cidade com o metro quadrado mais caro do mundo.

E é por isso que o título deste post é “razões para não deixar de passear pelo Central Park”. Eu sei que o Central Park é uma atração turística, e é claro que muita gente que vai pra NYC visita o parque, mas pode ser que você tenha considerado deixá-lo de fora do seu roteiro, e é por isso que eu vou te convencer a dar umas voltinhas por esse parque gigantesco durante a sua estadia na cidade.

IMG_8368

Se NYC é a cidade que nunca dorme, com milhares de coisas acontecendo ao mesmo tempo, é bom ter um lugar pra ir e desacelerar, contemplar a natureza de verdade no meio de uma selva de pedra.

O Central Park também é um refúgio para o olfato, já que não há sacos e mais sacos de lixo empilhados, e o cheiro de natureza é um alívio.

Outra razão para passear pelo Central Park: ele é um dos cenários mais famosos de incontáveis filmes e seriados, e a gente acaba se sentindo num filme também.

Quer mais um motivo? Strawberry Fields, com o mosaico Imagine bem no centro da área que homenageia John Lennon, e que é uma zona de silêncio dentro do parque. Pertinho desta área, fica o prédio (Dakota Apartments) onde John e Yoko Ono moraram.

O último motivo que vou listar aqui é um dos meus favoritos: a escultura Alice in Wonderland, que faz parte do Central Park desde 1959. A estátua de bronze retrata Alice e seus amigos numa tea party comandada pelo Chapeleiro Maluco.

E, já que você estará ali pertinho, não deixe de visitar o MET, que tem um dos acervos mais impressionantes do mundo.